sábado, 23 de agosto de 2014

Sky Link

Em geral, quando eu compro um mangá, eu o devoro assim que chega em casa. Entretanto, eu larguei Sky Link dentro do envelope mesmo e esqueci que tinha comprado. Procurando algo pra ler, acabei achando esse trabalho de Yamada Shiro, que é o primeiro trabalho da autora, mas já foi muito elogiado.

A história que dá título ao mangá fala sobre Bon Ritsuki, um estudante universitário sem muita motivação ou interesse. Ele está cursando as mesmas disciplinas que seu amigo, Take, e faz o mínimo necessário para passar. Um dia, ele esbarra em um cara estranho, que declara que Ritsuki é "bem do seu tipo", e acaba descobrindo que ele será seu professor em uma das disciplinas que está cursando, Takagi Shintaro. Apesar das personalidades dos dois serem bem diferentes e de Ritsuki se irritar bastante com o jeito de Takagi, os dois acabam se aproximando. Takagi acaba dando a Ritsuki motivação para resolver seus problemas com Hasegawa (um delinquente que o persegue... Por algum motivo que a autora resolveu não explicar) e desperta nele o interesse pela fotografia.

Na história seguinte, You Through a Kaleidoscope, temos um grupo de amigos que praticam kendô juntos, sendo que são dois pares de amigos de infância: Kazu e Yuki; Ryohei e Yuri. Os dois primeiros são nossos protagonistas. Kazu gosta de coisas que sejam brilhosas, como livros infantis, neve e caleidoscópios, deseja ser um escritor e não pretende seguir com a loja de kimonos de sua família. Yuki é filho de um japonês e de uma inglesa, adora coisas tradicionalmente japonesas e irá voltar para a Inglaterra, querendo que seus últimos meses no Japão sejam significativos. Por isso, ele está determinado a convencer Kazu a seguir com a loja de sua família. Yuki sempre foi vítima de bullying por sua aparência e Kazu o ajudava, assim os dois têm um relacionamento muito próximo, com sentimentos que vão além da amizade, como é percebido por Ryohei. Apesar de também estar interessado por Yuki, é Ryohei que acaba movimentando as coisas e fazendo com que os dois amigos de infância consigam admitir seus sentimentos um pelo outro.

Ufa!!! Que texto gigante e só para explicar os enredos! Ambas as histórias que compõem esse mangá são complexas e cheias de nuances, ao ponto de que eu senti que se resumisse demais não estaria fazendo jus às histórias. Por um lado, é legal ver um mangá tão complexo e que aborde tantas questões. Por outro lado, ambas as histórias me pareceram curtas demais para que a autora quisesse colocar tantas questões em cada uma delas.

  

Não que seja um problema! Um mangá denso é legal para variar, com personagens tão multifacetados como esses. A autora escreveu que, na primeira história, queria escrever um tsundere e, para isso, criou Ritsuki, mas ela acaba indo além e tornando seus personagens bastante humanos. Em termos de enredo, não há muito acontecendo nas histórias: o que importa são os personagens, seus relacionamentos e seus sentimentos. A arte é muito bonita, sobretudo os cenários. Vou dar nota "8" e acho que é um excelente mangá, especialmente levando em consideração que a autora era uma novata quando o escreveu.

A tradução em inglês foi feita pelo Bliss, até esse mangá ser licenciado e publicado pela Juné

4 comentários:

  1. Olá!
    Você pode fazer divulgar um post de venda de mangás aqui?
    http://huntinha.tumblr.com/post/95643663429/mangas-a-venda

    Obrigada, sempre leio seu blog e principalmente as reviews, algumas eu tive vontade de reler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Huntress (? É você, né?)!
      Não só posso, como já fiz o post. :) Boa sorte nas vendas!
      Obrigado pelo comentário.

      Um abraço,

      Faust

      Excluir
    2. Sou eu sim fofo! Te respondi no tumblr também =D

      Excluir
    3. Beleza então! ^_^ Aguardo as informações para postar no blog, então (reverti a postagem para rascunho e a posto novamente quando tiver as informações).

      Um abraço,

      Faust

      Excluir